Paulo Mendes da Rocha conquista o Leão de Ouro por sua trajetória


Detentor de importantes prêmios como o Pritzker e o Mies van der Rohe, o arquiteto e urbanista Paulo Mendes da Rocha recebe em maio/2016 o Leão de Ouro pelo conjunto de sua obra na Bienal de Arquitetura de Veneza. O arquiteto é o segundo brasileiro a ser laureado com a premiação máxima da mostra italiana, depois de Oscar Niemeyer.

O conselho de diretores da bienal, mediante recomendação de Alejandro Aravena, destacou como atributo mais marcante das obras do brasileiro a sua atemporalidade. “Muitas décadas depois de construídos, seus projetos resistem aos avanços do tempo, tanto em aspectos físicos quanto de estilo. Essa consistência estarrecedora é consequência de sua integridade ideológica e sua genialidade estrutural”, afirma o chileno, vencedor do prêmio Pritzker 2016. 

Aravena também destacou na sua justificativa pela escolha de Mendes da Rocha seu papel nos campos político, geográfico e social, além de ele ter servido de exemplo para gerações de arquitetos no Brasil e na América Latina.

Aos 87 anos, Paulo Mendes da Rocha é um dos maiores nomes da escola paulista de arquitetura e reconhecido pelo estilo brutalista de suas construções. Confira acima a galeria com alguns de seus projetos.