Revista Monolito SKR | Positano


Positano (2001/2005), São Paulo
Por Fernando Serapião

Este prédio de apartamentos possui doze pisos destinados a oito unidades de alto padrão. O pavimento-tipo é destinado a uma unidade de 386 metros quadrados em cada andar, além de mais um apartamento de cobertura, com dois pisos.

Localizado em uma esquina da rua Morás, na Vila Madalena, o edifício está diante de um bolsão de casas envoltas em jardins, formando uma vista panorâmica incomum na cidade de São Paulo.

O projeto foi inteiramente pensado em função da vista, aberta para a face sudeste. Assim, cada unidade possui duas grandes varandas voltadas para a paisagem: a primeira, e maior, com quase 15 metros de comprimento, é a varanda das salas de estar e de jantar; ao seu lado, uma varanda menor possui acessos de dois dos quatro dormitórios.

As fachadas são revestidas em dois tons de agregado mineral jateado, com linhas horizontais que ajudam a qualificar o desenho. O térreo é composto por áreas de uso comum, como sala de ginástica e piscina.

Edifício: Positano
Local: São Paulo
Data de início do projeto: 2001
Data de término da obra: 2005
Área do terreno: 1.494 m² 
Área construída: 7.221 m² 
Arquitetura: Aflalo & Gasperini - Gian Carlo Gasperini, Roberto Aflalo Filho e Luiz Felipe Aflalo Herman (autores)
Paisagismo: Gilberto Elkis
Fundações: Fundacta
Estrutura: Aluizio A. M. D`Ávila
Instalações: Manfredo Rewald
Incorporação e Construção: SKR
Fotos: Leonardo Finotti